Paralamas
Forever
 
Agenda
A Novidade
A Paralamas Forever
Biografia da Banda
Clipes
Curiosidades
Discografia
DVD / VHS
Entrevistas
Festival Montreux
Fotos
Grammy
História
Inéditas e Regravações
Links e Mídias Sociais
Reportagens
VMB
Um a Um
E-mail
Home

 

PARALAMAS FOREVER


Design Gráfico:
Gilcemar Alves

Diretor e Responsável:
Rafael Michalawski

No ar desde:
15/11/1998

Página não-oficial dedicada a maior banda brasileira, Os Paralamas do Sucesso


Facebook Oficial  Twitter Oficial 


 




 


 


 

Victoria
(2000)

  A carreira solo de Herbert Vianna conta com 2 álbuns e, pode-se dizer, é irrepreensível. Em 1992, o líder dos Paralamas lançou Ê Batumaré, disco totalmente produzido em sua casa, no Rio de Janeiro, pelo menos 10 anos antes das facilidades de gravação contidas em qualquer computador. Depois veio Santorini Blues (1998), misto de canções inéditas e regravações à base de violão.

  Neste terceiro disco solo, Herbert Vianna se reúne a grandes músicos brasileiros e cria um disco muito bem produzido, com arranjos específicos e trabahados para cada canção pelos seus convidados. Sem dúvida o melhor disco solo de Herbert ate agora.

 

Ficha Técnica:

 
  Produzido por:   Beto Villares, Carlo Bartolini, Chico Neves, Liminha e Cap. Antônio
  Produção Executiva:   José   Fortes, Pedro Ribeiro, Patrícia Ferreira e Alexandre Saleg
  Capa:   Félix Farfan e Sanaly Macedi e Rick Brunharo
  Fotos:   Márcio Moreira e Paulo Júnior
  Direção Artística:   Torcuato Mariano
  Participações:   Veja abaixo as participações

 

Músicas:
 

  # MÚSICA / AUTOR LETRA CIFRA
  01 O Muro
(Herbert Vianna)
 
  02 História de uma Bala
(Herbert Vianna)
 
  03 Vamos Viver
(Herbert Vianna)
 
  04 Partir, Andar
(Herbert Vianna)
  05 Mr. Scarecrow
(Herbert Vianna)
 
  06 Hoje Canções
(Herbert Vianna / Paulo Sérgio Valle)
  07 A Mais
(Herbert Vianna / Pedro Luís)
  08 Inbetween Days
(Robert Smith)
  09 Eu não sei Nada
(Herbert Vianna)
  10 Um Truque
(Herbert Vianna)
  11 Une Chanson Triste
(Herbert Vianna)


Herbert comenta seu 3º disco solo: O Som do Sim
 

1 - O MURO
Música inédita, produzida por Carlo Bartolini (guitarrista do Ultraje no início), conta com as participações de Bacalhau (bateria/RUMBORA), Marinho (baixo/PAVILHÃO 9) e DJ Nuts. No vocal canta comigo o Black Alien.

2 - HISTORIA DE UMA BALA 
Inédita, produzida por Carlo Bartolini, Speed no baixo e DJ Nuts nos scratches, vocal com Fernanda Abreu.

3 - VAMOS VIVER
Já gravada anteriormente pela Sandra de Sá, que participa nos vocais, Liminha toca baixo e Cosme (Negril) toca bateria, produzida por Liminha.

4 - PARTIR, ANDAR
Inédita, produzida por Tom Capone, com Zélia Duncan cantando, Eumir Deodato no arranjo e regência da orquestra.

5 - Mr SCARECROW
Inédita, produzida por C.Bartolini, Cássia Eller nos vocais, Bacalhau e Marinho

6 - HOJE CANÇÕES
Inédita, minha e de Paulo Sergio Valle, produzida por Liminha, canta Nana Caymmi, Marcos Valle no piano, arranjo e regência de cordas e o lendário Wilson das Neves na bateria.

7 - A MAIS
Inédita, parceria com Pedro Luís, em homenagem à irmã dele que foi assassinada. Produzida por Beto Villares (que fez o programa MÚSICA DO BRASIL com meu irmão Hermano), Fernanda Takai canta comigo.

8 - IN BETWEEN DAYS
Música do The Cure que fala de uma maneira bacana sobre envelhecer. Produzido por Liminha, canta comigo a Érika (Penélope) e tem participação do nosso padrinho Maurício Valladares no baixo.

9 - EU NÃO SEI NADA
Inédita, produzida por Tom Capone, Fred (Raimundos) na bateria, Henrique Portugal (Skank) nos teclados e uma menina incrível do Sul chamada Luciana Pestano nos vocais e gaita (guarde este nome).

10 - O SOM DO SIM 
Inédita, produzida por Chico Neves, participação de Os Mulheres Que Dizem Sim, canta comigo Moreno Veloso (que vai lançar um disco solo espetacular este ano pela Rock It) e, acredite se puder, Dado Villa-Lobos nos pandeiros e guizos.

11 - UNE CHANSON TRISTE 
Gravada anteriormente por Daúde, que participa nos vocais. Produzida por Beto Villares, participam Tacio Farias (Negril) no baixo e Cuki (Karnak) na bateria. Canção composta no dia da morte do Renato Russo e dedicada a ele.


Voltar p/ Herbert Vianna   Voltar p/ Discografia